Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.fps.edu.br/handle/4861/573
Title: Análise da implantação da sala de aula invertida na aprendizagem do exame clínico no curso de graduação de medicina
Authors: PATRIOTA, Rodrigo de Lemos Soares
Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Educação para o Ensino na Área de Saúde
Keywords: Exame Físico
Educação Médica
Aprendizagem
Anamnese
Metodologia.
Issue Date: 2021
Abstract: RESUMO Introdução: A Sala de Aula Invertida (SAI) é uma Metodologia Ativa de Aprendizagem caracterizada pelo envio antecipado de materiais didáticos aos estudantes, de modo que o momento sala de aula seja inteiramente dedicado a atividades não expositivas. No Brasil, a SAI vem sendo utilizada com frequência ascendente no ensino superior dos cursos de saúde, porém há escassez de estudos que analisem os ganhos promovidos pela implantação da metodologia. Em Recife, em 2019, a Faculdade Pernambucana de Saúde implantou a SAI para aprendizagem do Exame Clínico dos alunos da graduação de Medicina, com momento presencial que se inicia com um pré-teste e é seguida por atividade prática em laboratório de simulação de exame clínico. Objetivo: analisar a implantação da Sala de Aula Invertida na aprendizagem do Exame Clínico comparando com a metodologia de miniexposição seguida de prática. Métodos: análise de intervenção educacional com controle histórico sobre a implantação da metodologia da SAI realizada em quatro fases. A primeira delas foi a avaliação da opinião de 2 tutores envolvidos por meio de entrevista semiestruturada sobre o processo de implantação da SAI e funcionamento inicial. A segunda foi a avaliação de 44 estudantes de Medicina, por meio de questionário Likert, sobre a aprendizagem com a nova metodologia. A terceira consistiu na avaliação das notas obtidas por 66 estudantes que vivenciaram o aprendizado com SAI em relação aos 142 discentes que vivenciaram a metodologia anterior, baseada em miniexposição seguida de prática. A quarta fase consistiu na elaboração de Relatório Técnico a respeito da implantação da SAI na aprendizagem do Exame Clínico. Na primeira etapa, as entrevistas foram transcritas, as respostas foram agrupadas e sumarizada em um quadro e, posteriormente, elaborada uma narrativa. Na segunda fase, para a avaliação do survey realizado com os estudantes, os dados coletados foram armazenados e organizados em planilha Excel®, versão 2013. O programa utilizado para a análise estatística foi o EpiInfo® versão 7.1. Para a análise dos dados, foram obtidas inicialmente as medidas de tendência central e dispersão para as variáveis contínuas e medidas de distribuição de frequência para as categóricas. Para a análise da opinião dos estudantes na escala Likert foi adotado como critério de consenso o valor do Ranking Médio (RM) acima de 3,0 como concordância. Para análise da consistência do formulário foi utilizado o alfa de Cronbach. Na terceira fase, as notas obtidas pelos estudantes, fornecidas pela Instituição, foram organizadas em planilha Excel® versão 2013 e dispostas em médias e desvios-padrão. O teste estatístico utilizado foi Kruskal-Wallis, considerando um nível de significância de p <0,05 e intervalo de confiança (IC) de 95%, através do programa estatístico EpiInfo® versão 7.1. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética da Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS), através do CAAE: 26405319.0.0000.5569. Resultados: Os tutores avaliados conheciam pouco sobre a metodologia antes da implantação e acreditam que sua implantação promoveu ganhos, como uma maior dedicação dos estudantes ao estudo individual. As maiores dificuldades iniciais foram readaptar o modus operandi dos estudantes monitores, que estavam habituados com a metodologia anterior, e criar um banco extenso de questões para os pré-testes. Foram avaliados estudantes, que relatam se sentir bem adaptados e que concordam com os benefícios da SAI, dentre eles: sentir-se estimulado a estudar, desenvolver a prática com mais facilidade e a presença dos pré-testes que ajudam a aprimorar o estudo individual. Os resultados da comparação das notas mostraram um aumento significativo no desempenho ao comparar os estudantes que vivenciaram a SAI com os que vivenciaram a metodologia anterior. Conclusão: A metodologia foi implantada de maneira satisfatória, de acordo com a avaliação obtida por docentes e discentes e corroborada pela melhora dos escores obtidos pelos discentes. Palavras-chave: Exame Físico; Educação Médica; Aprendizagem; Anamnese; Metodologia.
Description: Dissertação apresentada em cumprimento às exigências para obtenção do grau de Mestre em Educação para o Ensino na área de Saúde pela Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS).
URI: http://repositorio.fps.edu.br/handle/4861/573
Appears in Collections:TCC (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.